31.7.07
Créditos finais
Giving up the Hero - Zita Swoon
"Music inspired by Sunrise, a film by F.W.Murnau - a 1996 Score" (1997)

«I'm giving up my trespass,
I think I'll sit upon my roof
I think that's
High enough for me to crawl
I think I don't need any proof

I'm giving up the hero,
I think I'll hang around
In this same old town,
I'll put my money down

And I, I was in a movie
I was on the run
I been in everybody shoes
I had my fun
I'm getting of your turnpike
I think I need relief
The dirttrack that I trust in
Is good enough for me
»

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 31.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
Palavras para quê? XI (reprise)
Depois de ter mostrado uma parte do lado instrumental dos Moondog Jr., os mesmos, já sob o definitivo nome de Zita Swoon e o seu primeiro lançamento: uma banda sonora para o clássico "Sunrise: A Song Of Two Humans" (1927), do realizador alemão F.W. Murnau.
Como filme belíssimo e intemporal e dos tempos anteriores ao "sonoro", "Sunrise" ou, em português, "Aurora", teve já múltiplas bandas que se propuseram a fazer a sua própria banda sonora, dos Lambchop aos Zita Swoon. Em Portugal, vi (no Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra) a banda sonora que a Orquestra Láudano do ex-Belle Chase Hotel, Luís Pedro Madeira - belíssima, belíssima. Refira-se que a banda sonora original do filme é de Hugo Riesenfeld.
Concentremo-nos, então, nos Zita Swoon, cuja proposta de banda sonora é parcialmente cantada - se bem que, pelo nome da rubrica, já perceberam que o lado cantado terá de ficar para mais tarde...
A primeira escolhida é a música dos créditos iniciais; The Waiting é belíssima; Trip to the City é uma excelente música que só pode dar boa disposição (e um dos meus toques de telefone), enquanto que Peasant Dance pega no tema de Trip to the City e dá-lhe a volta ao compasso e ao feel geral.

Title: a song of two humans
The Waiting
Trip to The City
Peasant Dance
Zita Swoon, "Music inspired by Sunrise, a film by F.W.Murnau - a 1996 Score" (1997)

Etiquetas: , , , , , ,

 
Olavo Lüpia, 31.7.07 | Referências | 2 Feedback(s)
30.7.07
Blue Mondays...
Nutshell - Alice In Chains
"Jar of Flies" (1994)

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 30.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
28.7.07
Mais uma colherada

The Underdog, Spoon
"Ga Ga Ga Ga Ga" (2007)

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 28.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
27.7.07
Porque hoje é Sexta.../Novidades
Depois de Heart It Races, mais um colorido e curioso vídeo dos Architecture in Helsinki, a fazer a promoção do vindouro "Places Like This".


Hold Music, Architecture in Helsinki
"Places Like This" (2007)

Etiquetas: , , , ,

 
Olavo Lüpia, 27.7.07 | Referências | 3 Feedback(s)
26.7.07
5 years
(Ainda que este tasco - como já repararam - não seja muito dado a notas pessoais, até porque o dono do tasco é, por natureza, o ser que ouve os desabafos dos seus frequentadores, enquanto lhes enche de tinto a malga...)

O meu amigo co-Minimalista de Schindler, Diego Armando Maradona Maria II, enviou-me um vídeo dos Radiohead a tocarem a música There There no programa "Later with Jools Holland". Ora, isto trouxe-me à memória - coincidência das coincidências - que em 26 de Julho de 2002 fui ver a banda ao Coliseu do Porto (aventura na qual, entre outras pessoas, o Diego me acompanhou), num concerto absolutamente fabuloso.
Concerto esse que começou - coincidência das coincidências - precisamente com a música There There.


There There, Radiohead
"Hail to The Thief" (2003)
Ao vivo no "Later with Jools Holland"

(Lembro-me que havia, aqui há uns tempos, um vídeo de There There do concerto de 26.07.2002, mas foi entretanto retirado)

No dia seguinte, 27.07, os Radiohead voltaram ao palco do Coliseu, tendo tocado, entre outras, esta versão provisória do tema I Will (nota: a qualidade da imagem e do som não é a melhor).

I Will, Radiohead
"Hail To The Thief" (2003)
Ao vivo no Coliseu do Porto, 27.07.2002

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 26.7.07 | Referências | 4 Feedback(s)
Assustadoramente belo

Lili & o Americano, JP Simões
"1970" (2007)

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 26.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
25.7.07
Longa se torna a espera (II)
Para quem desespera pelo novo dos Radiohead (a data vai sendo constantemente adiada) e se lembra dos concertos que eles deram aqui pelo burgo, em 2002, onde apresentaram mais de metade de "Hail To The Thief" (2003), sugiro que saciem alguma da curiosidade numa compilação de temas novos que os Radiohead foram tocando durante a digressão da Europa e (principalmente) Estados Unidos de 2006, no excelente The Rawking Refuses to STOP! (com a particularidade de os poderem dáunloudear e ficarem com uma ideia bem simpática do que os moços de Oxford nos reservam).
Aqui pelo tasco, também já havia deixado algumas coisas live do novo, em Fevereiro/07 e Novembro/06.
Rematando como lá pelo The Rawking Refuses to Stop!, «Get excited!»...

Etiquetas:

 
Olavo Lüpia, 25.7.07 | Referências | 1 Feedback(s)
24.7.07
Songs for the The Young At Heart
A conselho de um amigo (obrigado, Amândio!), foi-me dado a conhecer o projecto "Songs for The Young At Heart", de Stuart Staples e David Boulter, dos Tindersticks.
A coisa resume-se à gravação de canções infantis, ideia que surgiu depois do nascimento do filho de Boulter. Para a empreitada, foram convidados alguns amigos, tendo a ideia se desenvolvido quando pensaram em Will Oldham a.k.a. Bonnie 'Prince' Billy para a versão de Puff, The Magic Dragon (se bem que ouvir o ente Oldham/Billy a cantar uma coisa que nada tenha a ver com sexo e/ou morte - e coisas lúgubres, em geral - possa ser estranhíssimo de início... aquela voz faz milagres!).
Para além de Billy, também participam na aventura Jarvis Cocker, Stuart Murdoch, Suzanne Osbourne, Kurt Wagner, Red e Martin Wallace.
O disco saiu já em Fevereiro, mas não existe edição portuguesa - podendo sempre ser encomendado pelos serviços on-line da Jojo's.
Para uma audição em stream do disco, vale bem a pena ir ao excelente site oficial do projecto.

Puff, The Magic Dragon - Songs For The Young At Heart (voz de Bonnie 'Prince' Billy)
"Songs for the Young at Heart" (2007)

Etiquetas: , , , , ,

 
Olavo Lüpia, 24.7.07 | Referências | 1 Feedback(s)
23.7.07
Blue Mondays...
Blue - Joni Mitchell
"Blue" (1971)

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 23.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
20.7.07
Porque hoje é Sexta...

Wolf Like Me, TV On The Radio
Performance ao vivo no programa "Late Show with David Letterman"
"Return To Cookie Mountain" (2006)

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 20.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
19.7.07
Summertime

Oceans, Pearl Jam
"Ten" (1991)

Etiquetas: , ,

 
Olavo Lüpia, 19.7.07 | Referências | 2 Feedback(s)
18.7.07
Parece Ornatos Violeta (ainda que acredite que estes nunca os tenham ouvido), parece dEUS... parece bem.

Don't Make Me a Target - Spoon
"Ga Ga Ga Ga Ga" (2007)

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 18.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
Ainda o arrebatamento (III)

These Days, St. Vincent
"Paris is Burning Ep" (2006)

Etiquetas: , ,

 
Olavo Lüpia, 18.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
17.7.07
Palavras para quê? XI
Love 609 - Moondog Jr.
"Everyday I Wear A Greasy Black Feather On My Hat" (1995)

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 17.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
Ainda o arrebatamento (II)
A voz, uma guitarra e um camião cheio de talento:


Paris Is Burning, St. Vincent
"Marry Me" (2007)

Em relação ao excelente "Marry Me", já saído nos Estados Unidos, não conheço sequer previsão de data para o seu lançamento na Europa.

Etiquetas: , ,

 
Olavo Lüpia, 17.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
16.7.07
Blue Mondays...
Disappearing One
Steel Rain
Chris Cornell, "Euphoria Morning" (1999)

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 16.7.07 | Referências | 2 Feedback(s)
13.7.07
Porque hoje é Sexta...
- What you gon' play now?
- Bobby, I don't know, but whatso'n'ever I play, it's got to be funky!


Papa's Got a Brand New Bag - James Brown (1965)

I Got The Feelin' - James Brown (1968)

Say It Loud (I'm Black and I'm Proud) - James Brown (1968)

Make It Funky - James Brown (1971)

Etiquetas: , , , ,

 
Olavo Lüpia, 13.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
12.7.07
As Good as It Gets - The Gershwin/Waits Connection
De Gershwin a Tom Waits pode ser só um passo de distância.
O exemplo está nesta versão estranhíssima (ou seja, normal, como estamos a falar de Waits) da música Burma-Shave, do disco "Foreign Affairs" (1977), em registo spoken word, com o fundo musical do tema Summertime, da ópera "Porgy & Bess", composta em 1935 por George Gershwin, com letras de Ira Gershwin - irmão mais velho de George - e Dorothy Heyward.


Burma-Shave, Tom Waits
Performance no Old Grey Whistle Test, em 1979.

Para acabar, deixo o belíssimo original de Burma-shave e a versão de Summertime, retirada da gravação em disco de algumas canções retiradas de "Porgy & Bess", por Louis Armstrong e Ella Fitzgerald.

Summertime - Louis Armstrong & Ella Fitzgerald
"Porgy & Bess" (1957)

Burma-Shave - Tom Waits
"Foreign Affairs" (1977)

Etiquetas: , , , , , , , , , , ,

 
Olavo Lüpia, 12.7.07 | Referências | 1 Feedback(s)
11.7.07
2007, um ano redondo
Mais um número redondo a juntar aos outros já falados aqui no tasco.
No dia 11 de Julho de 1937 morria George Gershwin, sucumbindo a um tumor cerebral, quando perfazia 38 anos.
Singelamente, escolhi uma das peças mais marcantes de Gershwin, Rhapsody in Blue, composta em 1924. A versão escolhida envolve Leonard Bernstein, a conduzir a orquestra e... ele mesmo, a tocar o piano, num concerto no Royal Albert Hall de Londres, em 1976.





[Infelizmente, não consegui a informação sobre a orquestra que acompanha Bernstein (London Symphony Orquestra?)]

Etiquetas: , , , ,

 
Olavo Lüpia, 11.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
Assustadoramente belo

Lost In The Flood, Bruce Springsteen
"Greetings from Asbury Park, NJ" (1973)

Vale a pena seguir a assombrosa letra desta canção.

«The ragamuffin gunner is returnin' home like a hungry runaway
He walks through town all alone
He must be from the fort he hears the high school girls say
His countryside's burnin' with wolfman fairies dressed in drag for homicide
The hit and run, plead sanctuary, 'neath a holy stone they hide
They're breakin' beams and crosses with a spastic's reelin' perfection
nuns run bald through Vatican halls pregnant, pleadin' immaculate conception
And everybody's wrecked on Main Street from drinking unholy blood
Sticker smiles sweet as gunner breathes deep, his ankles caked in mud
And I said "Hey, gunner man, that's quicksand, that's quicksand that ain't mud
Have you thrown your senses to the war or did you lose them in the flood?"

That pure American brother, dull-eyed and empty-faced
races Sundays in Jersey in a Chevy stock super eight
He rides 'er low on the hip, on the side he's got Bound For Glory in red, white and blue flash paint
He leans on the hood telling racing stories, the kids call him Jimmy The Saint
Well the blaze and noise boy, he's gunnin' that bitch loaded to blastin' point
He rides head first into a hurricane and disappears into a point
And there's nothin' left but some blood where the body fell
That is, nothin' left that you could sell
just junk all across the horizon, a real highwayman's farewell
And he said "Hey kid, you think that's oil? Man, that ain't oil that's blood"
I wonder what he was thinking when he hit that storm
Or was he just lost in the flood?
Eighth Avenue sailors in satin shirts whisper in the air
Some storefront incarnation of Maria, she's puttin' on me the stare
and Bronx's best apostle stands with his hand on his own hardware
Everything stops, you hear five, quick shots, the cops come up for air
And now the whiz-bang gang from uptown, they're shootin' up the street
And that cat from the Bronx starts lettin' loose
but he gets blown right off his feet
And some kid comes blastin' round the corner but a cop puts him right away
He lays on the street holding his leg screaming something in Spanish
Still breathing when I walked away
And somebody said "Hey man did you see that? His body hit the street with such a beautiful thud"
I wonder what the dude was sayin' or was he just lost in the flood?
Hey man, did you see that, those poor cats are sure messed up
I wonder what they were gettin' into, or were they just lost in the flood?»

Etiquetas: , , , ,

 
Olavo Lüpia, 11.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
10.7.07
Vídeos do outro mundo

I Stay Away, Alice In Chains
"Jar of Flies EP" (1994)

Realizador: Nick Domkin

Etiquetas: , , , ,

 
Olavo Lüpia, 10.7.07 | Referências | 1 Feedback(s)
9.7.07
Blue Mondays...
Fez por estes dias um ano que o corpo de Syd Barrett decidiu finalmente fazer companhia à sua mente e, também ele, ajustou os controles para o coração do sol.
A vida e obra de Syd Barrett ficam para sempre ligadas aos Pink Floyd, ainda que Barrett apenas tenha gravado com a banda o seu debut, "The Piper at the Gates of Dawn" (1967). A instabilidade mental do diamante louco dos Pink Floyd começou a tornar-se demasiado absorvente e a banda, em Janeiro de 1968, decidiu não o levar para uma série de espectáculos, assim se consumando a ruptura de Barrett com a banda.
A solo, Syd gravou ainda "The Madcap Laughs" e "Barrett" (ambos de 1970).
Em 1975, os Pink Floyd gravam um dos seus melhores discos, "Wish You Were Here", completamente dedicado ao seu ex-membro.

No Good Trying - Syd Barrett
"The Madcap Laughs" (1970)

Welcome to the Machine - Pink Floyd
Wish You Were Here - Pink Floyd
"Wish You Were Here" (1975)

Etiquetas: , , , , , ,

 
Olavo Lüpia, 9.7.07 | Referências | 1 Feedback(s)
7.7.07

2+2=5, Radiohead
"Hail to the Thief" (2003)

Etiquetas: , ,

 
Olavo Lüpia, 7.7.07 | Referências | 1 Feedback(s)
6.7.07
Porque hoje é Sexta...

A Flor da Vida, a Arte do Encontro, Etc., Quinteto Tati
"Exílio" (2004)

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 6.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
5.7.07
Novidades - Jorge Palma
O nosso meio musical é muito pequeno. Tão pequeno que tivemos de condensar o "nosso" Tom Waits e o "nosso" Springsteen no nosso Jorge Palma.
O nosso meio musical é mesmo muito pequeno. Veja-se o quão comovente é o vídeo que serve de pano de fundo à música Encosta-te a Mim, do novo "Vôo Nocturno".



Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 5.7.07 | Referências | 5 Feedback(s)
Universos Paralelos
O mote para hoje é o clássico dos Velvet Underground, Venus In Furs, sobre o livro homónimo de Sacher-Masoch, escritor alemão que iria dar origem ao termo "masoquismo" - e que, com certeza, «era muito gajo» para ir para os copos com o Marquês de Sade, se alguma vez o tivesse conhecido.
Tecnicamente, curiosidade para o facto de a guitarra de Lou Reed ter as suas seis cordas afinadas na nota Ré - aquilo que ficou conhecido como a afinação ou guitarra Ostrich.

Venus In Furs - Velvet Underground
"Velvet Underground & Nico" (1967)

Em 2005, foi lançada com o jornal "Público" uma compilação excelente de música portuguesa, denominada "Uma Outra História", com José Mário Branco a cantar Chico Buarque, Old Jerusalem a cantar Buffalo Springfield, Margarida Pinto e Tó Trips (Dead Combo) cantando e tocando Ornatos Violeta, Anabela Duarte, Mário Delgado, Zé Nabo e Alexandre Frazão a fazerem uma versão d'Os Mutantes, ou até a versão da música Inquietação (Zé Mário Branco) que viria a fazer parte do "1970", do JP Simões.
Consta também desse disco (que viria depois a ser igualmente distribuído pelas FNAC's), uma versão da música Venus In Furs, adaptada para o português, e cantada e tocada por Ana Deus, Carlos Zíngaro, Regina Guimarães e The Zany Dislexic Band.

Venus In Furs - Ana Deus, Carlos Zíngaro, Regina Guimarães e The Zany Dislexic Band
"Uma Outra História" (2005)

Etiquetas: , , , , , , , , ,

 
Olavo Lüpia, 5.7.07 | Referências | 2 Feedback(s)
4.7.07
Hey, hey, my, my...

Direct Hit, Art Brut
"It's a Bit Complicated" (2007)

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 4.7.07 | Referências | 1 Feedback(s)
If Only Tonight We Could Sleep - The Cure
"Kiss Me, Kiss Me, Kiss Me" (1987)

Etiquetas: , ,

 
Olavo Lüpia, 4.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
3.7.07
"Healing The Divide: A Concert for Peace and Reconciliation"
Na próxima semana será lançado o disco "Healing the Divide: A Concert for Peace and Reconciliation", cujos lucros reverterão a favor da organização humanitária "Healing The Divide", do actor Richard Gere, a qual apoia monges tibetanos refugiados.
No concerto que deu origem ao disco, realizado no Avery Fischer Hall do Lincoln Center, NY, em 21 de Setembro de 2003, participaram o Dalai Lama, Tom Waits, Kronos Quartet, Philip Glass e Anoushka Shankar, entre outros.
O site da Spinner disponibilizou o mp3 da música Way Down in The Hole, de Tom Waits, tocada pelo próprio com a prodigiosa companhia do Kronos Quartet.

Way Down in The Hole - Tom Waits & Kronos Quartet
"Healing the Divide: A Concert for Peace and Reconciliation" (2007)

Etiquetas: , , , ,

 
Olavo Lüpia, 3.7.07 | Referências | 4 Feedback(s)
Ainda o arrebatamento

Uma cover de uma música de Jackson Browne, gravada também pela musa de Warhol, Nico. A versão foi incluída no EP que acompanhou Annie Clark na digressão europeia de 2006, na qual o seu projecto, St. Vincent, abriu para Sufjan Stevens (de cuja a banda ao vivo a menina fez parte).

These days - St. Vincent
"Paris is Burning EP" (2006)

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 3.7.07 | Referências | 2 Feedback(s)
2.7.07
Blue Mondays...

Hoje Quem?, Nuno Prata
"Todos os Dias Fossem Estes/Outros" (2006)

(Vídeo realizado por Daniel Neves. Visto no blog do próprio Nuno Prata)

Etiquetas: , , ,

 
Olavo Lüpia, 2.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
Remissão
Obviamente, não é apenas este tasco que faz a devida vénia ao cumprimento de uma década sobre o evento "O.K. Computer".
Vale a pena espreitar o assinalar da efeméride pelo sítio Music By Day, com vídeos de performances ao vivo de todas as músicas do disco, com excepção para o tema Fitter Happier).

Etiquetas: ,

 
Olavo Lüpia, 2.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)
1.7.07
10/10 (dez-em-dez) - "OK Computer", 1997 (parte 2)
(capa do disco: Stanley Donwood)


(continuação)

Se Paranoid Android é a peça charneira do disco, o seu resumo musical em seis minutos e qualquer coisa, Fitter Happier é o coração. Um coração de classe média, com a voz sintetizada da plataforma de um Macintosh.
Cristaliza-se a metamorfose do homem em máquina, que resume o sentir global do disco, repleto de slogans do tão em voga "viver saudável". Consta que o piano que podemos ouvir em fundo foi criado por Thom Yorke, em estado ébrio.

Fitter Happier

Do maquinismo eléctrónico de Fitter Happier passa-se para o pulsar vivo de Electioneering. O riff rock excitante, saído da guitarra de Jonny Greenwood, dá o tiro de partida para uma verdadeira montanha russa musical. A guitarra de Greenwood é, aliás, o que mais sobressai da música: enquanto Yorke canta magistralmente o refrão «When I go forwards/and you go backwards/and somewhere we will meet...», Greenwood faz com a sua guitarra, exactamente, tais percursos. Uma ideia simples, mas de uma eficácia tremenda.

Electioneering

A onda de excitação é quebrada com a hipnótica e demencial Climbing Up The Walls. As guitarras que faziam a faixa anterior (assim como o baixo) são agora substituídas por sintetizadores, que apenas são acompanhadas por cordas na sua parte final, num arranjo orquestral estranhíssimo - segundo J. Greenwood, inspirado no trabalho do compositor e maestro polaco, Krzysztof Penderecki. Os violinos não estão a tocar exactamente a mesma nota, mas notas separadas por quartos de tom, num efeito assustador, para o qual também concorre a voz de Yorke.

Climbing Up The Walls

A pura pop de No Surprises toma então o seu lugar, naquele que seria o terceiro single extraído do disco. Música mais simples no catálogo dos radiohead não existe. Um arpejo de guitarra, tocada com o capodastro no 15.º trasto, é o pano de fundo para toda a ode a um estilo de vida simples, sem stresses ou pressões urbano-depressivas.
Mais um vídeo excelente, realizado por Grant Gee (realizador do documentário de 1998, "Meeting People is Easy", sobre a digressão de promoção a este mesmo disco), em um só plano, sem cortes, e que servirá como prova da resistente caixa torácica de Thom Yorke, que serve não apenas para suster e vibrar a sua voz ou aclarar os falsetes.



Lucky é a faixa seguinte. Já havia sido editada num disco de apoio às crianças localizadas nos cenários de guerra da Bósnia-Herzegovina, de nome "The Help Album" (1995). Mais uma excelente música, com um refrão dramático e majestoso. O arranjo instrumental final é simplesmente soberbo.

Lucky

O disco acaba com The Tourist. Para não destoar, mais uma música impressionante. Os compassos irregulares e o casamento perfeito entre as vozes de Yorke e do guitarrista O'Brien são os seus pontos fortes, até ao "sininho" que dá por concluída a canção e o disco (que há quem pense tratar-se do sinal sonoro de um micro-ondas).

The Tourist


"Ok Computer" é, assim, um disco equilibrado, sem músicas menores. Em todas elas se vislumbra o trabalho aturado de composição, arranjo e produção. Um disco inovador, onde o calor do rock e a electrónica mais fria se juntam, de uma forma perfeita.
Pessoalmente, é um disco de uma vida.
Vejo-me até à sua audição como um ouvinte de rock e do pós-grunge, dos Pearl Jam (que, por acaso, reparei, ainda não coloquei aqui no tasco - só mesmo por acaso), dos Alice In Chains e, especialmente, dos Soundgarden até às suas influências principais, Led Zeppelin, Jimi Hendrix, Neil Young, etc.
Vejo-me depois como um ouvinte aberto a todo o tipo de música, sem preconceitos.
Antes gostava de guitarras, de baixos, de baterias, de vozes, depois fiquei a gostar de música - daí, talvez, se explique assim um pouco, também, o nome aqui do estaminé.

(Ainda assim, aqui fica uma "prendinha" para todos os guitarristas)

Etiquetas: , , , , ,

 
Olavo Lüpia, 1.7.07 | Referências | 0 Feedback(s)